Violência, Posse e Poder. Somos mesmos evoluídos.

“Homem de 27 anos mata o próprio filho para se vingar da ex-mulher”

Li essa notícia já há alguns dias, tava querendo comentar sobre mas não arrumava “tempo”. Enfim… arrumei.

O que mais me “impressiona” (na verdade isso já não choca mais), não é o sujeito matar o filho, é o camarada pegar uma arma e dar dois tiros na cabeça de uma criança de 4 anos. A paternidade é um agravante absurdo, sem dúvida, mas pai, mãe, avô, tio, amigo, vizinho, papagaio, camelô, o caralho que seja, matar uma criança e pra se vingar de uma terceira pessoa, numa boa… é sem base.

Dar um tiro na cabeça de qualquer um é, ou pelo menos deveria ser, no mínimo estranho, algo chocante e absurdo, mas não. Nos dias de hoje e já há algum tempo a violência se tornou banal de um modo tão bizarro que vemos tudo de forma comum, nem perplexos ficamos mais. Vemos ou lemos notícias de atitudes abomináveis e mudamos de canal ou viramos a página e seguimos a vida numa boa com o futebol, a novela ou o big brother. E a verdade é que nem tão culpados por isso nós podemos ser, porque numa boa, se a gente for se lamentar por cada desgraça que um camarada descabeçado faz por aí não sobraria tempo nem pra comer.

A verdade é que (vou colocar um “a meu ver” aqui) isso não é culpa dos vídeo-games violentos, dos filmes sanguinários ou das músicas falando do capeta, todos esses fatores não são nada além do que o reflexo da sociedade. A violência exacerbada sempre existiu na nossa falida sociedade, mas sempre foi fundada em um ideal, seja raça, religião, divisão geográfica, crença ou o que quer que seja (não to falando que é certo, mas com motivo). Com o predomínio do capitalismo a coisa mudou e pra pior, mas né pouco não, muito, muito pior mesmo porque a coisa vai muito além do dinheiro, a violência existe pelo desejo. O capitalismo nos ensinou que temos que querer tudo e ter tudo a qualquer custo e que ter é muito mais importante do que ser, é aí que as pessoas começam pensar que possuem as outras, funciona assim :

– “eu te tenho, você não me quer mais então eu mato o seu filho porque se você tirou algo meu eu vou tirar algo seu”.

A verdadeira banalidade não está na violência, mas na sensação de poder que temos e se não temos tem sempre algo pra nos dizer que deveríamos ter.

“Eu quero o meu carro com 18 air-bags, meu telefone com GPS e cafeteira, minha TV led de 274 polegadas, minha casa em Fernando de Noronha e minha mulher com a cintura de 50 cm e se você me tirar uma dessas coisas eu juro que pego minha Taurus PT 24/7 que comprei na venda da esquina e encho seu muleque de bala, ta ligado?”

É mais ou menos por aí.

____________________________________________________

Link da notícia:

Em Minas Gerais, pai mata filho de 4 anos para se vingar da ex-mulher – O Globo.

Mais três links de histórias semelhantes que apareceram de cara no google ao procurar a simples frase “pai mata filho”:

Pai mata filho de 4 anos para se vingar da ex-mulher, em Gramado Xavier – Cabeça de Cuia.

EUA: homem mata quatro filhos jogando-os de ponte.

http://www.dnonline.com.br/ver_noticia/26790/

__________________________________________________

Siga aí com esse clipe FODA, Pearl Jam – Do The Evolution.

Anúncios
Explore posts in the same categories: Com Categoria.

3 Comentários em “Violência, Posse e Poder. Somos mesmos evoluídos.”

  1. R.V.C. Says:

    Quiéééé isssso!!!!!!
    Tô besta…… ou sou besta….
    Bom dimais.Adorei!! Tô de olho!

  2. Silvana Coutinho Says:

    Sinceramente, não me assusto com as desgraças que tem acontecido…são tantas, e cada vez mais por motivos tão ridiculos, que só me fazem lamentar, profundamente, e torcer para que deixem de acontecer, mesmo sabendo que a tendência é continuar e piorar, infelizmente. O que vemos é a natureza humana exposta da forma mais triste possível.
    Dá uma passada no blog da Ana Paula, my daughter, sua “prima longe”. Bonito termo esse, não?

  3. Silvana Coutinho Says:

    Esqueci de falar que blog ( rs) http://anacoutinhos.blogspot.com/


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: